PORTFÓLIO
COLUNA #96 LIFE STYLE – JORNAL TRIBUNA INDEPENDENTE
PORTFÓLIO
COLUNA #95 LIFE STYLE – JORNAL TRIBUNA INDEPENDENTE
PORTFÓLIO
COLUNA #94 LIFE STYLE – JORNAL TRIBUNA INDEPENDENTE

COLUNA #81 LIFE STYLE – JORNAL TRIBUNA INDEPENDENTE

22 de março de 2020 | Por: Wilson Smith

O início do ano para os fashionistas é sempre marcado pelo circuito da moda internacional, a notícia do Coronavírus se propagou durante a semana de moda de Milão e assustou todos os envolvidos dessa cadeia. Em seguida, Paris se tornou o centro das atenções para dar continuidade aos lançamentos das coleções de Outono-Inverno 2020/2021. Nesse contexto do avanço da doença muitas marcas cancelaram suas apresentações e os desfiles da temporada cruise que acontecem logo em seguida estão na mesma situação, além do pânico, o COVID-19 também tem gerado grandes desfalques na economia deste mercado.

Toda a frenesia e glamour dos desfiles tornou-se sinônimo de medo e preocupação, visto que a aglomeração de pessoas em ambientes fechados é uma situação de risco. Mas, esse momento tem sido de bastante reflexão, muitas marcas gravaram os desfiles sem plateia e apresentaram ao vivo em diversas plataformas, o atual cenário serviu para o surgimento de novos formatos na exposição das apostas do que será usado nos dias invernais. Grandes editores de moda suspenderam os trabalhos na redações e tem desenvolvido as atividades em home office. Em solos brasileiros o SPFW já se pronunciou cancelando o evento que aconteceria em abril.

A temática tem se tornado recorrente, e de fato quanto mais informações tivermos será melhor. A prevenção é um fator extremamente importante e é preciso estar conectado com essa rotina de cuidados. Está sendo comum ver a utilização de máscaras, mas o hábito de inseri-las na produção já era uma aposta forte entre os adeptos do street style de metrópoles como Hong Kong, Nova York, Londres e outras grandes cidades, os mais antenados do globo já usavam máscaras antipoluição para incorporar ao look urbano. Inclusive, grifes reconhecidas como Off White, Heron Preston, Anti Social Club e Supreme possuem diversos modelos para venda.

Nesse contexto “zeitgeist” (espírito de um tempo) que é captado com maestria por muitos estilistas, sem dúvidas nessa temporada os holofotes estão voltadas para Designer francesa Marine Serre, de 28 anos, que fundou sua grife em 2017 e já estampou suas famosas luas minguantes em produções para Beyoncé, Dua Lipa, a família Kardashian e outras grandes celebridades. Depois de desfilar em algumas temporadas, o fashion show de Marine se tornou um dos mais aguardados da Semana de Moda de Paris. Suas criações misturam futurismo, sustentabilidade e códigos culturais, já tem alguns anos que ela vem utilizando máscaras em suas coleções e nessa última não foi diferente. Fazendo jus ao que ela chama ser “futurewear”, uma temporada que sem dúvidas fica eternizada na história da moda. Torcemos para que tudo se estabilize!

Comentar




* Área sinalizada obrigatória.
Comentários com conteúdo racista, span, publicidade, pornográfio ou com agressão verbal serão rejeitados.