PORTFÓLIO
COLUNA WILL STYLE #156 – JORNAL TRIBUNA INDEPENDENTE
PORTFÓLIO
COLUNA WILL STYLE #155 – JORNAL TRIBUNA INDEPENDENTE
MODA
COLUNA WILL STYLE #154 – JORNAL TRIBUNA INDEPENDENTE

COLUNA WILL STYLE #145 – JORNAL TRIBUNA INDEPENDENTE

15 de março de 2024 | Por: Wilson Smith

Para o mês das mulheres, nossa coluna abre o espaço da moda para dar vez à cultura e indica 4 livros escritos por mentes femininas. 

Não Fossem as Sílabas do Sábado, Mariana Salomão Carrara 

Mariana Salomão Carrara entrega um mergulho brutal e sensível no processo de luto de uma arquiteta após a morte do marido. Com uma escrita que domina as nuances da linguagem e suas metáforas, Carrara aborda temas difíceis, como o fim iminente da vida, enquanto sua protagonista oscila entre seguir em frente e permanecer no choque da perda. Vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura 2023, este livro é uma leitura intensa e cativante.

Minha Liberdade Não Te Serve, Mariana Félix 

Neste volume, Mariana Félix, escritora, poeta e slammer, reúne uma coleção de seus poemas mais amados e famosos, junto com 15 inéditos, todos engajados na luta feminista antirracista, autocuidado e afeto. Félix, cujo encontro com a poesia aconteceu enquanto trabalhava como inspetora de escola pública há uma década, apresenta uma voz única e poderosa que ecoa nas páginas deste livro. Com um prefácio escrito pela renomada poeta Luiza Romão, esta obra é um testemunho da resiliência e da força feminina.

Virgínia Mordida, Jeovanna Vieira 

Em seu romance de estreia, Jeovanna Vieira nos conduz por uma narrativa que revela os refinamentos contemporâneos dos abusos psicológicos no relacionamento entre Henrí, um ator argentino, e Vírginia, uma advogada carioca radicada em São Paulo. O amor intenso entre eles logo se transforma em situações nocivas, permeadas por questões de raça, gênero e classe, descritas em capítulos rápidos e vertiginosos. “Romance galopante, sem rodeios. Nu, cru, imperdível”, como define a escritora Andréa del Fuego.

Lugar de Fala, Djamila Ribeiro

Djamila Ribeiro nos guia através de uma reflexão profunda e necessária sobre o conceito de “lugar de fala” e sua importância no contexto da luta antirracista e feminista. Com clareza e perspicácia, Ribeiro aborda questões fundamentais sobre poder, privilégio e representatividade, oferecendo uma visão inspiradora para aqueles que buscam entender e transformar as estruturas de opressão em nossa sociedade. Este livro é uma leitura essencial para todos que desejam construir um mundo mais justo e inclusivo.

Comentar




* Área sinalizada obrigatória.
Comentários com conteúdo racista, span, publicidade, pornográfio ou com agressão verbal serão rejeitados.